segunda-feira, 18 de junho de 2012


Não tem poesia nem palavra difícil e nem construção sofisticada. O amor é simples como sorrir numa droga de fila. E não se sentir mais sozinho e nem esperando e nem desesperado e nem morrendo e nem com tanto medo.Eu sinto falta de querer fazer amigos em qualquer festa, só pra conhecer gente estranha e te contar depois. Agora, eu fico pelos cantos das festas. Voltei a achar todo mundo feio e bobo e sem nada a dizer. Porque eu acho que estava gostando mais das pessoas só porque te via em tudo. Agora as pessoas voltaram a me irritar. E eu voltei a ter que fazer muita força pra sair de casa.

4 comentários:

  1. Olá,Parabéns pelo blog, mt lindo. Você poderia dar uma olhadinha no meu blog? ele é novo ainda ,mas eu estou me esforçando e ja esta bem legal, é so clicar em meu nome que você terá acesso ao meu blog. Obg! Sucesso!

    ResponderExcluir
  2. adorei o blog os seus textos eu tb sou apaixonada por escrever, é uma sensasão tão boa e enquanto eu lia seus textos eu ia me sentindoja em casa ja estou seguindo não pq quero que vc sigue o meu mas sim pq vc merece beijus quando puder http://lly-llycomvc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Lara, bola para frente.

    Saudações

    O Editor

    textosavenda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Lara , navegando na net encontrei seu blog, amei, postagens maravilhosas, já estou seguindo, convido você a conhecer um dos meus blogs e se gostar seguir, ficarei grata.
    Uma noite abençoada, e um inicio de semana na paz de Deus.
    Abraços
    Lourdes Duarte
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir